Home / Comunicação

Notícias

Home / Comunicação

Notícias

Clipping – Jornal Extra – Cresce número de casamentos homoafetivos em cidades da Baixada Fluminense

Compartilhe está notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Primeiro ano de vigência da autorização nacional para realização de uniões de pessoas do mesmo sexo em todos os cartórios do país foi 2013

 

Passados dez anos da autorização nacional que autoriza o casamento de pessoas do mesmo sexo, Cartórios de Registro Civil de Duque de Caxias, Nova Iguaçu e Belford Roxo tiveram aumento no número de matrimônios entre casais homossexuais, totalizando 566 celebrações até abril deste ano. Antes da resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), os cartórios eram obrigados a solicitar autorização judicial para celebrar os casamentos.

 

Casamentos em Duque de Caxias

 

Foi em 2022 que Leandro Graciolli, de 43 anos, que é coordenador do Centro de Cidadania LGBT de Duque de Caxias, e Vanderson Oliveira, 41, decidiram oficializar a união mesmo já vivendo juntos há 4 anos. Os dois já tinham o desejo de casar e foi através de um mutirão que decidiram que aquele era o momento. Em setembro, a união ganhou um novo capítulo na história do casal.

— Por mais que nós já vivêssemos juntos, casar no civil nos trouxe um pouco mais de tranquilidade em questões de segurança jurídica. Queríamos que um ou outro tivesse segurança caso algo venha a acontecer — disse Graciolli.

Até abril de 2023, Duque de Caxias contabilizou 205 casamentos entre pessoas do mesmo sexo, número que cresceu quatro vezes comparado a 2013. Em média, são realizadas 20 celebrações por ano na cidade, sendo 56% delas entre casais femininos e 43% delas entre casais masculinos.

 

Casamentos por ano:

 

No primeiro ano de vigência da autorização nacional foram 6 celebrações, seguidas por 7 no ano seguinte, 25 em 2015, 13 em 2016, 12 em 2017, 33 em 2018 e 17 em 2019. Em 2020, primeiro ano da pandemia, o município totalizou 10 celebrações. Em 2021 foram realizados 18 matrimônios, e em 2022, os cartórios da cidade realizaram 45 matrimônios, um aumento de 150%. Até maio, já haviam acontecido 19 casamentos.

 

Segundo Graciolli, muitas pessoas não sabem que podem casar e acham que é muito caro, mas ele reforça que dependendo da renda familiar do casal, pode-se solicitar isenção para o casamento. Ele complementa contando que o momento foi especial tanto para ele quanto para o marido, que a cerimônia no cartório foi muito inclusivo, sem nenhum tipo de discriminação.

 

Os números foram contabilizados pela Central de Informações do Registro Civil (CRC Nacional), base de dados nacional de nascimentos, casamentos e óbitos administrada pela Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado do Rio de Janeiro (Arpen/RJ).

 

Celebrações em Belford Roxo

 

Em Belford Roxo, o número cresceu cinco vezes. Em média, são realizadas 12 celebrações por ano na cidade, sendo que 63% delas são entre casais femininos e 34% delas entre casais masculinos. Até abril de deste ano, já foram contabilizos 127 casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Em 2013, não foi realizada nenhuma celebração.

 

Casamentos por ano:

 

Em 2014 foram 9 celebrações, 4 em 2015, 15 em 2016, 14 em 2017 e 19 em 2018. O ano de 2019 bateu número recorde de 22 celebrações. Em 2020, primeiro ano da pandemia, totalizou 7. Em 2021 os matrimônios voltaram a crescer, sendo realizados 13, atingindo 24 em 2022, um aumento de 85% em relação ao ano anterior. Este ano, o município ainda não contabilizou celebrações homoafetivas.

 

União homoafetiva em Nova Iguaçu

 

Na cidade de Nova Iguaçu, o número de matrimônios entre casais homossexuais cresceu três vezes. Em média, são realizadas 23 celebrações por ano na cidade, sendo que 56% delas são entre casais femininos e 43% delas entre casais masculinos. Até abril deste ano, ao todo, já foram feitos 234 casamentos entre pessoas do mesmo sexo desde o primeiro ano de autorização no pais.

 

Casamentos por ano:

 

Em 2013, foram 3 celebrações, seguidas por 28 em 2014, 10 em 2015, 20 em 2016, 15 em 2017, 13 em 2018 e 30 em 2019. Em 2020, primeiro ano da pandemia, o município totalizou 19 celebrações. Já em 2021 foram realizados 34 matrimônios, um aumento de 80%. Em 2022, os cartórios da cidade realizaram 29 matrimônios. Até o dia 5 de maio, já foram realizados 33 casamentos homoafetivos na cidade.

 

Fonte: Jornal Extra

Compartilhe está notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin