Home / Comunicação

Notícias

Home / Comunicação

Notícias

Portaria CGJ nº 1923 /2023 dispõe sobre a instituição de Grupo de Trabalho para apresentar proposta de reestruturação dos serviços extrajudiciais do Rio de Janeiro

Compartilhe está notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Portaria CGJ nº 1923 /2023

 

Dispõe sobre a instituição de Grupo de Trabalho para apresentar proposta de reestruturação dos serviços extrajudiciais de regiões judiciárias do Estado do Rio de Janeiro e dá outras providências.

 

O Corregedor-Geral da Justiça, Desembargador MARCUS HENRIQUE PINTO BASÍLIO, no uso de suas atribuições legais e regimentais;

 

Considerando que a Administração Pública deve primar pela eficiência dos serviços prestados à população (art. 37, caput, da CF);

 

Considerando que a atual organização dos serviços extrajudiciais remonta, em sua maior parte, à década de 1970 e necessita se adequar às necessidades atuais da sociedade fluminense;

 

Considerando a autuação do Procedimento SEI 2021-0689907, cujo objeto é o desenvolvimento de proposta de projeto de lei estadual para atualização da estrutura de serviços extrajudiciais do Estado do Rio de Janeiro.

 

Considerando o constante dos Procedimentos SEI 2022-06139319 e 2021-0689907 que possuem como objeto a atualização dos serviços extrajudiciais nas Comarcas da Capital e regiões judiciárias do interior do Estado do Rio de Janeiro.

 

Considerando que é essencial a análise das propostas por grupo composto pela Alta Administração do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

 

RESOLVE:

Art. 1º. Fica instituído grupo de trabalho para apresentar proposta de reestruturação dos serviços extrajudiciais do Estado do Rio de Janeiro. 

  • . 1º. O grupo indicado no caput será composto por 2 (dois) juízes auxiliares da Presidência, 2 (dois) juízes auxiliares da Corregedoria Geral da Justiça e presidido por desembargador indicado pelo Exmº Sr. Corregedor-Geral da Justiça.

 

Art. 2º. O grupo de trabalho deverá, no prazo de 180 (cento e oitenta) dias, apresentar conclusões sobre o tema que lhe é afeto.

 

Art. 3º. Este Ato Executivo Conjunto entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

 

Rio de Janeiro, data da assinatura digital.

Des. MARCUS HENRIQUE PINTO BASÍLIO

Corregedor-Geral da Justiça

 

Fonte: Diário Oficial de Justiça do TJRJ

Compartilhe está notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin