Home / Comunicação

Notícias

Home / Comunicação

Notícias

Revista Crescer – Mãe revela que mudou o nome do filho aos 6 meses: \”Não combinava\”

Compartilhe está notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

“Eu apenas senti que seu nome não combinava”, admite. No entanto, ela não esperava receber tantas críticas pela atitude. Entenda

 

 

Uma mãe resolveu mudar o nome de seu bebê quando ele tinha seis meses. Ela só não imaginava que receberia tantas críticas da família. Em um post no Mumsnet, um fórum online, ela disse que se sentiu incomodada com a reação dos parentes e amigos. “Mudei o nome do meu bebê de Ralph para Huxley quando ele tinha seis meses. Eu apenas senti que seu nome não combinava. Fiquei bastante surpresa com a reação que recebi da família e dos amigos. Alguém mais fez isso ou está pensando em fazer isso?”, perguntou ela.

 

 

O relato da mulher viralizou e foi repercutido pelo tabloide britânico The Sun. “Eu só acho que se você não tem certeza sobre o nome do seu filho, você deveria fazer algo a respeito”, disse a mãe, identificada apenas como Lenac. Muitas pessoas comentaram sobre a decisão. “Eu ficaria muito surpreso se alguém fizesse isso, para ser honesto. Mas caso não parecia certo, então acho que você fez a coisa certa. Deve ser difícil para as pessoas se acostumarem”, disse um. Outro disse: “Eu conheço três pessoas que pais fizeram isso”.

 

 

Alguns usuários quiseram saber o que o marido da mulher achou da mudança: “Seu marido também queria mudar, qual foi a reação de sua família? O que a certidão de nascimento diz agora?”. Lenac respondeu da seguinte maneira: “No começo, meu marido achou que eu estava louca, mas quando percebeu que eu não conseguia pronunciar o nome dele, foi muito compreensivo”.

 

 

A mulher explicou ainda que, embora seus sogros tivessem sido céticos no início, eles agora estão aceitando o novo nome. “Agora, seis meses depois, temos um bebê com o nome que nós amamos e as reclamações dos meus sogros acabaram”, escreveu. Quanto à certidão de nascimento, ela disse que antes de um ano de idade é possível obter o documento corrigido.

 

 

No Brasil, é possível alterar um nome?

 

 

De acordo com Andreia Gagliardi, registradora civil e diretora da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (Arpen-SP), infelizmente, só é possível mudar um nome judicialmente. “Uma vez feito o registro, não é possível alterar diretamente no cartório, apenas judicialmente, através da contratação de um advogado ou pela Defensoria Pública — pedindo uma retificação judicial”, explica. “O cartório só pode fazer um procedimento de correção quando houver um erro de grafia — por exemplo, se o cartório errar ao acrescentar uma letra. “Apesar de o cartório não ser obrigado a fazer, é uma prática comum. Assim como incluir um sobrenome. Caso o pai não registre a criança com o nome da mãe, ela tem o direito de exigir a inclusão diretamente no cartório de registro”, afirma.

 

 

Fonte: Revista Crescer

Compartilhe está notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
marca-arpen